10 de dez de 2010

cama e mesa: cardápio


Pois é... Todo mundo aí já percebeu que “S’eu cozinho, eu como” tem uma pegada de sexo misturada à gastronomia malandrinha, não é? Nesse pensamento, estive viajando dia desses, que tem certos tipo de amantes que tem características muito parecidas com uns rangos... Uns tipos que vou escrever aí são coisas que me ocorreram e outros, que todo mundo tá sabendo... Vamo lá então – vai começar a baixaria!

Lagosta: é aquela coisa que é bem gostosa e a galera quer, mas é difícil de comer porque é casca pra caralho, é difícil de achar, a carne é pouca e ainda por cima sai muuuuito caro.

P.F.: é coisa linda de delz! É barato, é muito rango, é facinho de achar e alimenta... Mas a real é que tem dias que você quer comer tudo, menos isso...

Salada: é light, suuuuuuper light, mas em geral é tããããããããão sem graça se for comer só isso!!!

Camarão: um clááááááássico – joga a cabeça fora e aproveita o corpo!

Camarão de praia: é que nem o camarão, mas vem com a  certeza do arrependimento – você vai passar muito mal no dia seguinte -, mas como é gostoso, você não resiste e cai de boca...

Feijoada: é tão bom que você se mata de comer, fica satisfeito e acabadaço depois... Dorme feito um anjo...

Petisco: você só come se beber...

Pizza: você liga, ela vem até sua casa, você come hoje gostosinho, come amanhã de manhã e ela tá fria. Daí, não vai comer de novo por um tempo razoável...

Lanche de boteco: o aspecto não é dos melhores, mas quando você sente o cheirinho, fica louco, até baba!

Mc Donald’s: outro clássico! A galera fala que é o esquema de comer ex: você sabe que não vai fazer bem, sabe que não vale o preço, mas no desespero da madrugada, acaba comendo porque é o que tá mais fácil...

Fruta: também é um clássico: é bonito, gostoso, cheiroso, barato e todo mundo come...

Hehehehehe! E aí? Conhece alguém assim? Conhece sim que eu tou sabendo...